MELHOR FORMA DE COMEÇAR A INVESTIR! Copia os melhores investidores com o CopyTrader!
ainanas.com - deixa-te viciar!
Menu 
Coloque o seu anúncio no Ainanas. Contacte-nos para saber como.
9 Ideias e Sugestões para a Passagem de Ano

Nove ideias para a noite mais longa do ano

O final do ano está aí. Uns aguardam ansiosamente a grande noite, outros pensam em como escapar a toda a euforia programada. Quer esteja a planear festa até ao amanhecer ou uma noite mais tranquila, deixamos-lhes nove ideias para entrar em 2009 – e muitas sugestões.

Em casa, à mesa, a dois, a viajar, a dançar.. etc…

Se ainda tens dúvidas, não percas esta lista de sugestões.

9 Em casa

Quando enfrentar multidões parece um sacrifício demasiado grande, porque não trazer a festa até casa? Juntam-se uns amigos e têm-se os ingredientes essenciais para uma passagem de ano divertida (e económica). Essenciais, mas não todos. Afinal, a noite é longa e é uma festa. Com música, filmes, jogos, sem esquecer o jantar, a ceia e as bebidas, o entretenimento deve ser garantido.

Primeiro, a refeição. O chefe Luís Américo, do restaurante Praia da Luz, no Porto, sugere uma ementa simples e a piscar o olho à tradição. Como entrada, folhados de camarão com molho de pimentões coco e caju: corta-se a massa folhada em discos, pincela-se com gema de ovo e deixa-se dourar, enquanto os camarões cozem com sal e louro (5 minutos); para o molho, cebola, pimentos, caju e alho e azeite (dez minutos), junta-se leite de coco a ferver, óleo de pala e coentros, tempera-se com sal e passa-se pela varinha mágica; coloca-se uma cama de rúcula no prato, por cima os camarões, rega-se com o molho quente e completa-se com a massa folhada.

Numa casa portuguesa, com certeza o prato principal tem de ser bacalhau – com pão de centeio: primeiro, uma cebolada (dois dl. de azeite, folhas de louro, pimenta e sal), que vai para a assadeira; com a mesma quantidade de azeite, coze-se o bacalhau e coloca-se em cima da cebolada; numa frigideira, aquecem-se mais dois dl. de azeite e alho, junta-se o miolo do pão desfeito e coentros picados; cobre-se o bacalhau e leva-se ao forno (190º) por 15 minutos; “bringem-se” as batatas cortadas às rodelas grossas com sal – no final, coloca-se uma base de algumas rodelas de batatas, cebolada e o bacalhau.

Para sobremesa, temos papos de anjo com frutos vermelhos em calda de anis: batem-se gemas e um ovo; untam-se 20 formas de queque com margarina, enchem-se até ¾ e levam-se ao forno (190º) – dez minutos; ferve-se água, açúcar, canela e casca de limão (dez minutos) e, depois de arrefecer, regam-se ligeiramente os papos; para a calda, ferve-se água com açúcar e estrelas de anis (dez minutos) – saem as estrelas, entram os frutos congelados. Sugestão: sirva com bola de gelado de chocolate.

Em contagem decrescente para a meia-noite (não esquecer o champanhe e doze passas contadas, porque não vale a pena desafiar os deuses da sorte), a música já roda – qual a banda sonora ideal? A cada um a sua, mas esta altura da noite pede algo acelerado e universal (em época de revivalismo, os anos 80 parecem consensuais).

E que tal se os jogos começarem a sair do armário? Sejam os tradicionais Pictionary (não, não é preciso saber desenhar, o difícil mesmo é não gesticular respostas) e Trivial Pursuit (que agora até tem edições temáticas), sejam os mais modernos jogos de DVD. E há sempre as charadas – só é preciso imaginação.

Já experimentou fazer o seu top 5 de filmes com passagens de ano? E vê-los? Há os clássicos “A Irmã da Minha Noiva” (George Cukor), com os seus recomeços e revelações, “A Batalha de Trafalgar” (Alexander Korda), e o seu beijo entre dois séculos, ou “A Quimera do Ouro” (Charlie Chaplin), a passagem de ano mais solitária de todas. E não nos esqueçamos do fim de ano (pouco) fraternal de “O Padrinho II” (F.F. Coppola), do desencanto de “Crepúsculo dos Deuses” (Billy Wilder), da distopia de “Estranhos Prazeres” (Kathryn Bigelow), ou do romantismo de “Um Encontro Inevitável” (Rob Reiner).Ficar em casa, às vezes, é mesmo o melhor remédio.

8 Com os miúdos

Porque o fim de ano quando chega é para todos, e porque nessa noite os horários do recolher obrigatório são subvertidos, as crianças também vão à festa – ou, por vezes, têm a sua própria festa. No Hotel Casino de Chaves (www.solverde.pt), o “réveillon” infantil é temático. Os Simpsons dão mote, as animadoras, a televisão com vídeos e os jogos fazem o resto. O jantar tem ementa à medida e o preço é 40€ (adultos 120€). Para quem quiser ficar alojado no hotel, as tarifas começam em 95€, com estadia gratuita de uma criança até aos 12 anos. No CS Vintage House Hotel (www.cs-vintagehouse.com) também há “réveillon” infantil: numa sala à parte, as crianças terão vários jogos, um menu especial e, à meia-noite, festejam com os pais. Com programas de uma a quatro noites, os preços começam nos 430€ (que inclui, entre outros, jantar de gala e baile de Ano Novo), com cama extra para criança participante no “réveillon” infantil a 215€ (para menores de dois anos é grátis). Nas Termas de Monfortinho (www.monfortur.pt), as crianças têm a sua festa no “Cantinho dos Rabinos” – prometem-se surpresas e presentes. O programa é de três ou quatro noites, a partir de 395€, sendo permitidas duas crianças em cada quarto (uma com alojamento gratuito, a segunda, ou maiores de oito anos, 22€); inclui jantar de “réveillon”, ceia de ano novo e programa de animação das crianças todos os dias.

Dizem que não há lugar mais feliz na terra e é um favorito das crianças. O Disneyland Paris Resort vestiu-se a rigor e é agora cenário do “Disney”s Fairytale Christmas”. A VA Viagens (www.vaviagens.com) oferece um pacote especial de três noites (desde 778€, cama extra para criança dos dois aos sete anos 263€, dos sete aos onze 413€), que inclui entradas de quatro dias no parque – na noite de fim de ano está aberto até à 1h00. A saída é a 30 e o regresso a 2.

PortAventura fica a uma hora de Barcelona, mas é porta para o México e a China, para o faroeste e a Polinésia e, claro, o Mediterrâneo. A Net Viagens (http://netviagens.sapo.pt) leva-nos até lá para celebrar o ano novo em aventuras controladas. A partir de 499€ (com direito a duas camas extra para crianças entre dois e doze anos – 250€ cada), com direito a estadia de três noites, jantar de gala e festa de “réveillon” e abertura exclusiva de uma atracção no parque. As entradas são entre 29 e 31 e o preço não inclui viagens.

7 À mesa

Manda a tradição que o último jantar do ano seja especial. Espreitar a ementa de alguns restaurantes é perceber que, na passagem de ano, não há a ortodoxia do Natal e a criatividade tem carta branca.

É verdade que o D.O.C. (www.restaurantedoc.com) tem a fama, mas nós é que temos o proveito. No restaurante de Armamar, pousado sobre o Douro, a passagem de ano é pretexto para um jantar vínico (100€). Concebido pelo chefe Rui Paula, o jantar é um desafio aos sentidos, onde entram um carpaccio de bacalhau com vinagreta de alcaparras e salada de beldroegas, garoupa com sésamo negro, massa de arroz, caviar de ouriços do mar e cigalas e tornedó de novilho maronês com crosta de tomate fresco e ervas finas.

Em Mirandela, o Flor do Sal (www.flordesalrestaurante.com) está mais sofisticado mas mantém-se profundamente transmontano. Para o jantar de “réveillon”, o chefe Manuel Gonçalves preparou uma ementa que inclui desde ostras do Algarve a lagosta de Peniche, suprema de dourada ao vapor com algas do Atlântico e pombo recheado com frutos secos e ervas aromáticas – para sobremesa, há, por exemplo, hossomaki de chocolate negro. O preço é 90€ e dá direito a champanhe e animação pela noite fora.

O Tejo é a janela do Vírgula (www.restaurantevirgula.com), restaurante lisboeta que, além da vista privilegiada, conta com as recriações do chefe Bertílio Gomes sobre a cozinha tradicional portuguesa. Para o jantar de despedida de 2008, as propostas vão da garoupa com ostras em pérola com creme de castanhas e funcho ao lombo de novilho com presunto Pata Negra e gnoquis de azeitonas e, para fechar, pirâmide de chocolate com sabores tropicais. Custa 95€, sem aperitivos, vinhos ou digestivos.

O rio é outro, mas a vista igualmente deslumbrante. O restaurante Água D”Ouro (www.pestana.com) fica em pleno centro histórico do Porto (Pestana Porto Hotel) e tem o chefe Álvaro Costa na cozinha. No menu “réveillon” 2008 há, entre outros, carpaccio de polvo com ar de anchovas e camarão suado e mignon de vitela em azeite de trufa branca, creme de alheira de caça, bola de foie frita e molho de Porto vintage. O preço é 150€ – inclui cocktail de boas-vindas, mesa de frutas e doces, ceia e animação musical.

6 Extravagante

Dizem-nos que a economia está má para extravagâncias e nós sentimo-lo. Mas, se há alturas para extravagâncias, a passagem de ano é uma delas. Por isso, porque não uma “Noite em Limo”? Junte uma “entourage” (máximo de oito participantes) e tenha uma limusina à disposição durante seis horas – afinal, a noite é de gala e há tantos bares e discotecas para percorrer (www.avidaebela.com 890€).

Se uma “night in town” não é o seu ideal de fim de ano, a Herdade da Malhadinha Nova Country House & Spa (Albernoa, www.malhadinhanova.pt) propõe cinco dias de “experiência de vinhos, natureza, aventura, lifestyle e glamour”. Na prática, terá, por exemplo, refeições gourmet (todas), provas de vinhos, passeios pedestres e de moto 4, spa – e jantar de ano novo com música ao vivo. De 30 a 2400€ por quarto (2800€ com passeio de balão).

O Alentejo é muito perto? O “fim do mundo” está à distância de alguns voos, nove dias a pé, dois de navegação, um de caiaque – e de 4140€. É preciso fôlego para chegar à Patagónia e Terra do Fogo com a Rotas do Vento (www.rotasdovento.pt), mas vale a pena: são 20 dias (partida a 28) de paisagens dramáticas e crepúsculos luminosos, entre os Andes e o Parque da Terra do Fogo, passando pelo Parque Nacional Los Glaciares, pela cidade mais meridional do planeta, Ushuaia, e pelo canal Beagle.

Em Nova Iorque, a natureza está domesticada e é o cosmopolitismo que conta. A Mundiclasse (www.mundiclasse.pt ) propõe um “réveillon” nova-iorquino e não há nada mais tradicional do que Times Square: assistir à descida da famosa bola até à explosão de luzes e fogo-de-artifício, entre centenas de milhares de pessoas e dezenas de câmaras de televisão. São cinco noites (partidas a 28 ou 29), desde 1573€.

As câmaras também vão estar com os olhos postos na praia de Copacabana, onde o Rio de Janeiro entra tradicionalmente no novo ano. Se quiser aproveitar a sugestão do Clube Viajar (www.clubeviajar.com) e partir, a 27, para sete noites no Rio (desde 2090€) saiba que o “dress code” é rigoroso – branco – e o ritual seguido à risca – lançar flores para Iemanjá, a rainha do mar. Se os dois milhões de pessoas esperados parecerem um manifesto exagero, o Pão de Açúcar é um excelente miradouro para os fogos de artifício – depois, a noite segue ao ritmo da música e do calor carioca.

5 À aventura

Neste final de ano, nenhum destino grita mais aventura do que Marrocos, em duas versões: deserto e montanha. E nem sempre é preciso carregar os níveis de adrenalina no máximo. A Caminhos da Natureza (www.caminhosdanatureza.pt) propõe um roteiro sobretudo pedestre, que inclui uma caminhada de vários dias pelas areias do deserto com guia local, com as noites passadas em tendas e “bivacs”, sob um céu imensamente estrelado – mas sem temor: a dificuldade é reduzida, o que torna este programa acessível a toda a família. A viagem tem partida e chegada na imperial cidade de Marraquexe (27 e 4), e o preço, 660€, não inclui os voos para Marrocos.

A Papa-Léguas (www.papa-leguas.com) aponta para cima, para a “montanha das montanhas”, Toubkal. Fazer a sua ascensão é subir ao ponto mais alto do Norte de África (4167m), em pleno Atlas, e, de caminho, fazer “trekking” por aldeias berberes do sopé da montanha. O programa custa 550€ – exclui voos -, inicia-se e termina em Marraquexe (de 27 a 3) e as noites são passadas, quase todas, em acampamentos.

A 25 de Dezembro, a Nomad (www.nomad.pt) dá início ao seu programa de fim de ano na Jordânia. Durante nove dias (ou doze, se optar por extensão ao Mar Vermelho), o itinerário passa por Amã, Jerash (uma das maiores cidades romanas fora de Itália), Mar Morto, Karak (fortaleza dos cruzados), a reserva natural de Dana, Petra (incluindo uma visita nocturna à luz de velas e entrada pelo Siq), o deserto de Wadi Rum e o Monte Burda; há “trekking”, passeios de camelo e percursos em 4×4; dorme-se em acampamentos e hotéis. O preço, 1210€, não engloba voos internacionais.

Se Marrocos e a Jordânia parecem fora de mão, a Escola de Rafting Atlântico (www.rafting-atlantico.pt) preparou um programa com muita adrenalina para os dois últimos dias do ano: “trekking”, “rappel” e “rafting” no rio Paiva. O programa custa 60 euros por pessoa – sem alojamento e com jantar e festa de passagem de ano opcionais (30€).

Menos adrenalina e mais caminhada são os ingredientes da “Passagem do Ano Lupina” da Ecotura (www.ecotura.com). São cinco dias (entre 31 e 4) de caminhadas pela serra da Peneda e Laboreiro, com jogos de orientação e ambiente, cavalos, mas também com pintura, serões musicais e “sessões de terapia gastronómica”. O alojamento é em Castro Laboreiro, no Hotel Rural Castrum Villae, onde se fará a festa de passagem de ano. O programa completo custa 347€, mas há subprogramas para menos dias.

4 A dois

É final de ano, tempo de festas e de estar com os amigos… Não? Se na sua ideia de passagem de ano três já são uma multidão, saiba que pode sempre escapar a dois. E se é mesmo romantismo que procura, haverá poucas cidades mais apropriadas para isso do que Veneza. As multidões do Verão estão noutras paragens e a cidade do Adriático veste-se de uma luz diáfana, que lhe empresta uma aura (ainda mais) irreal. No fim de ano, as festas concentram-se na incontornável Praça de São Marcos e não faltam as máscaras. A Agência Abreu (www.abreu.pt) programou três dias em Veneza, a partir de 618€ – exclui jantar de “réveillon”, mas inclui visita à cidade. A saída é a 31.

Do outro lado do mar, ergue-se Dubrovnik, sobre a qual George Bernard Shaw escreveu: “Aqueles que procuram um paraíso na terra devem vir a esta cidade”. Feita de “pedra e luz”, a “jóia do Adriático”, tem o mar aos pés e um pôr do sol deslumbrante. A Entremares (www.entremares.pt) leva-o a perder-se nas ruelas da velha cidade croata entre 30 e 3. A partir de ?589 – jantar e festa de passagem de ano opcionais.

Granada é deslumbrante durante todo o ano, mas no Inverno há uma magia especial, com o cenário da Serra Nevada realmente coberta de neve, as ruas medievais silenciosas, a arquitectura mourisca e os jardins escondidos. E há sempre o Alhambra, com a sua mística romântica, a erguer-se acima da cidade. A Cosmos (www.cosmos-viagens.pt) preparou um programa, apenas de alojamento: três noites no tesouro andaluz a partir de 233€ (inclui jantar de gala e festa de fim de ano).

Foi musa de poetas e continua a encantar quem chega. A portuguesa Sintra continua a ter a magia romântica que levou Lord Byron a chamar-lhe “glorioso éden” e é perfeita para uma fuga a dois. O Hotel Tivoli Sintra (www.tivolihotels.com) oferece um programa de “réveillon” de duas noites (de 31 a 2), por 345€, que inclui jantar de gala. E haverá história mais romântica do que a de Pedro e Inês? Podemos saber que o vermelho da Fonte dos Amores não é o sangue de Inês, mas nem por isso a história deixa de assombrar a Quinta das Lágrimas, tornada hotel de charme (Coimbra, www.quintadaslagrimas.pt). O hotel oferece um programa especial de fim de ano, para uma noite, com jantar de ano novo incluído a partir de 247€.

3 Lá fora

A passagem de ano em Portugal já não tem segredos? Talvez seja altura de mudar de ares. Por estes dias, Paris vive à altura da sua reputação como cidade-luz. No dia 31, os Campos Elísios concorrem com o Sena, são um rio de gente à espera da explosão de luzes na Torre Eiffel. Depois da meia-noite, as festas transferem-se para os clubes. A NCL Viagens (http://viagens.ncl.pt) tem uma promoção para a capital francesa: duas noites, a partir de 416€- saídas diárias até 4 de Janeiro.

Já foi um dos segredos europeus mais bem guardados, agora é um dos destinos mais concorridos. No fim de ano não é diferente: Praga é uma festa, que se ilumina em todas as declinações de cor com os fogos de artifício (suba ao castelo ou fique na Ponte Carlos e assista da plateia). Depois, espante o frio e deixe-se levar pela multidão no entra e sai dos bares. Parta a 30 e fique quatro noites, desde 459€ com o Clube Viajar (www.clubeviajar.com).

com Com um pé na Europa e outro na Ásia, o novo ano em Istambul recebe-se na Praça Taksim e em Istiklal Caddesiwill, após o que a festa se transfere para o bairro de Nisantasi: na rua ou em clubes, faça como os turcos – “rock the casbah”. O programa da Mundiclasse (www.mundiclasse.pt) começa a 30 de Dezembro e termina a 4 de Janeiro, desde 639€ (jantar de “réveillon” opcional).

À grande e à alemã é a passagem de ano em Berlim. Não é à toa que é uma das maiores festas do mundo – um milhão de pessoas são esperadas ao longo dos dois quilómetros entre as Portas de Brandenburgo e Siegessäule, com espectáculos a noite inteira. A Tagus Easy (www.taguseasy.pt) oferece um programa de quatro noites, a partir de 526€ – válido até 30 de Junho de 2009.

Para quem gosta de neve e de desportos de Inverno, a Geotur (www.geotur.com) programou uma estadia no Guitart La Molina Resort & Spa. Alojamento para cinco noites desde 438€ – inclui cinco dias de “forfait” (exclui viagens para La Molina).

Se pensa que a Europa é demasiado fria para grandes festas, a Top Atlântico (www.topatlantico.pt) oferece como alternativa a ilha do Sal, entre 28 e 3. A partir de 1207€, a festa faz-se no calor suave de Cabo Verde.

2 Cá dentro

Qual a passagem de ano mais famosa de Portugal? Fácil. Funchal vem imediatamente à cabeça de quase todos, mais que não fosse pelo fogo-de-artifício, um espectáculo à parte que, durante largos minutos, faz da noite dia no anfiteatro natural da capital madeirense. A Agência Abreu (www.abreu.pt) organiza um programa especial para que não perca um dos “réveillons” mais célebres do mundo. São quatro noites (de 30 a 3) no novo hotel de cinco estrelas da ilha, o Meliã Madeira, desde 642€.

O Algarve é um verdadeiro íman de turistas durante o Verão, mas no fim de ano também está vivo. Fogo-de-artifício, concertos e festas vão invadir o Sul do país para receber 2009. Em Vilamoura, o The Lake Resort (www.thelakeresort.com) preparou um pacote para duas ou quatro noites: desde 465€, inclui, entre outros, jantar e animação de final de ano e “brunch” de Ano Novo – as crianças têm condições especiais e festa no Koala Club.

Não tem o clima do Algarve – e é por isso que é tão procurada. A neve da Serra da Estrela brilha particularmente no “réveillon” e este ano ela não falta. Para usufruir dela, a Turistrela (www.turistrela.pt) propõe uma estadia de duas noites na Estalagem Varanda dos Carquejais ou no Hotel Serra da Estrela com direito a descida nocturna na Estância Vodafone ou no Ski Parque e a jantar de gala e festa – desde 850€ por quarto. Quem preferir chalé, o preço é de 900€ (apenas alojamento) e a capacidade máxima é de seis pessoas.

Para um fim de ano diferente, a Douro Net (www.douronet.pt) leva-o num cruzeiro pelo Douro. Há várias opções, mas o programa só para o “réveillon” (98€) solta as amarras às 20h00 para o passeio das pontes, seguindo-se o jantar, a bordo, e a passagem de ano com vista privilegiada para os fogos-de-artifício das cidades do Porto e Gaia. À 1h00 está marcado o regresso ao cais de Gaia, mas a festa continua, com DJ.

Também é aquático o programa organizado pela empresa A Vida é Bela (www.avidaebela.com), mas na calma proporcionada pelo Alqueva. Um barco-casa para seis pessoas está à disposição para a descoberta dos segredos do maior lago artificial da Europa, tendo as estrelas por companhia. O preço da tranquilidade é 1200€ (não inclui combustível).

1 A dançar

É fim de ano, “let”s dance!” Nem sempre é a primeira opção, mas é, certamente, a mais fácil de concretizar. São centenas as festas de passagem de ano pelo país fora, algumas megalómanas, outras nem tanto; algumas ainda estão no segredo dos deuses, outras já estão alinhavadas e prontas a usar.

No Pacha de Ofir anunciam-se “seis áreas, seis alternativas”. Pete Tha Zouk é cabeça de cartaz – às 5h00. Terá a companhia de Demo & Dino (Expensive Soul), DJ Nelly Deep, Ruca Dirty Faders, United Soul Brothers e Rafael Pinho. Os bilhetes custam 25€ em venda antecipada (www.pacha-portugal.com).

O trance vai ser o rei da festa no Parque Aquático da Praia da Vagueira, no regresso da Holographic New Year”s Eve, organização da Quest4Goa (www.quest4goa.com), que traz uma das duplas mais famosas do género, os Logic Bomb. A lista de convidados é extensa, entre nacionais e internacionais, “live acts” e DJ sets, que se vão dividir por dois espaços. Quem entrar até às 23h00 paga 20€, depois, 25€.

No complexo Três Chaminés (Figueira da Foz), vai instalar-se a Party Zone da Antena 3 (www.dancetv.pt). São dez horas de música “non stop” (até às 8h00), ao som de DJ The Fox, The Vintage, DJ Nuno Miguel e DJ Bad Nelson – mais os convidados especiais, Makongo, em concerto. A entrada custa 10€ para elas, 15€ para eles.

Se estiver em Lisboa, saiba que a Lesboa Party (www.lesboa.blogspot.com) terá uma “golden edition” – um “especial “réveillon”. Será no Pavilhão de Exposições do Instituto Superior de Agronomia, com Miss Jools, Miss T, Pac Woman e Raquel Kraft. Os bilhetes custam 45€ e incluem bar aberto até à 1h30, cocktail de boas-vindas, champanhe e passas, ceia e pequeno-almoço. Ainda pela capital, os Xutos & Pontapés darão um concerto gratuito no Casino de Lisboa (www.casino-lisboa.pt) – a festa entra pela madrugada com DJ Rui Remix.

No Porto, o barco de todas as festas, Porto-Rio (www.porto-rio.com), recebe o novo ano com “Pow How “09” e promete dez horas de música -“portuguese drum”n”bass”. O alinhamento é extenso e lá estão alguns dos suspeitos do costume: Nuno Forte, Hi Fidel Cartel, Filipe Saraiva e Dinis.

E se megafestas é festa a mais, há sempre os “clássicos”. O Maxime (Lisboa, www.cabaret-maxime.com) ostenta o cabaret que há em si com o Cais Sodré Cabaret + 49 Special e “outras surpresas”, prometem; no Santiago Alquimista (Lisboa), os Irmãos Catita fazem a festa a partir das 22h30 (€25); enquanto no Triplex (Porto) só dão uma dica: “venha de branco”.

Feliz Ano Novo!

Fonte: Lazer – PÚBLICO




Comentários via Disqus temporariamente indisponíveis.
O serviço estava a causar lag no site. Esperamos poder voltar a ligar em breve.