ainanas.com - deixa-te viciar!
Menu
Passageiro detido por estar DEMASIADO VESTIDO para evitar pagar bagagem
Passageiro detido por estar DEMASIADO VESTIDO para evitar pagar bagagem

Parece que não é só nas Low Cost. Um passageiro da British Airways, acabou por ser detido, quando tentava viajar da Islândia para a Inglaterra, e quis embarcar no avião enquanto usava uma “quantidade excessiva de roupa”.

Parece que não é só nas Low Cost. Um passageiro da British Airways, acabou por ser detido, quando tentava viajar da Islândia para a Inglaterra, e quis embarcar no avião enquanto usava uma “quantidade excessiva de roupa”.

Ryan Williams diz que quis evitar a taxa de bagagem em excesso e, por isso, estava a usar, no momento do embarque, oito pares de calças e dez camisas. É bizarro? Sem dúvida! Mas será razão para lhe negarem o embarque e até mesmo para o deterem?

O homem diz que lhe foi negado o cartão de embarque na British Airways para o seu voo, por ele ter decidido vestir toda a roupa que não cabia na bagagem.

A companhia aérea disse que o homem agiu “de forma rude”, e que por isso afastaram-no da zona de embarque. No entanto, ele recusou-se a sair. Foi chamada a segurança do aeroporto.

O homem publicou um vídeo no perfil do Twitter onde acusou a companhia aérea de “descriminação”.

A polícia foi chamada a interferir e, de acordo com o homem, foram violentos com ele, usando gás pimenta e segurando-o no chão. O gajo acabou mesmo detido.

Depois de ter sido interrogado pela polícia, foi enviado de volta ao aeroporto.

No dia seguinte, tinha um novo vôo reservado de volta para casa com a EasyJet. O check-in correu bem desta vez, mas quando chegou à porta de embarque, disseram-lhe que não tinha permissão para embarcar devido ao seu mau comportamento do dia anterior.

Ele estava, portanto, preso na Islândia, sem bagagem, e sem dinheiro.

O homem entrou em contato com a British Airways e foi depois reembolsado. Ontem, finalmente, conseguiu voltar usando a companhia aérea norueguesa, mas a sua bagagem ainda está presa num aeroporto em Inglaterra.

O homem acredita que o tratamento que lhe foi dado, foi devido ao “preconceito, porque ele tinha rastas, usava roupas atraentes e unhas pintadas”. O que é certo é que a técnica não correu como esperado.


MERECE O TEU LIKE?


PARTILHA ESTE POST


Categoria/s: Curiosidades