ainanas.com - deixa-te viciar!
Menu
Polícia lança GRANADA DE ATORDOAMENTO e deixa miúdos com os ouvidos a apitar
Polícia lança GRANADA DE ATORDOAMENTO e deixa miúdos com os ouvidos a apitar

Alguns miúdos tiveram "a sorte" de presenciar ao vivo o poder de uma granada de atordoamento. Uma arma não letal usada pelas forças de autoridade.

Alguns miúdos tiveram “a sorte” de presenciar ao vivo o poder de uma granada de atordoamento. Uma arma não letal usada pelas forças de autoridade.

Se detonar um brinquedo destes ao ar livre tem um impacto tão poderoso, imagina mandar uma ou duas para dentro de uma casa onde há, por exemplo, uma situação de reféns. Isto deixa qualquer pessoa desorientada e temporariamente incapacitada.

Uma granada de atordoamento, também conhecida como granada de luz e som, é um explosivo não-letal usado para desorientar temporariamente os sentidos dos inimigos. Ela é projetada para produzir um clarão de luz cegante e um altíssimo barulho, de mais de 170 decibéis (dB), sem causar danos permanentes. Foi usada pela primeira vez o SAS do Exército Britânico no final da década de 1970.

O clarão produzido momentaneamente ativa a todas as células fotorreceptoras no olho, impossibilitando o funcionamento da visão por cerca de cinco segundos até a restauração do funcionamento normal, livre de estímulos, do olho. Uma pós-imagem também será visível por um tempo considerável, prejudicando a capacidade da vítima de mirar com precisão. O alto estrondo tem a intenção de causar perda temporária da audição, e também perturba o fluido do ouvido, causando a perda do equilíbrio.

A explosão concussiva de sua detonação ainda pode ferir, e o calor gerado pode incendiar materiais inflamáveis, tais como combustível. Os incêndios que ocorreram durante o cerco à embaixada iraniana em Londres foram causadas por granadas de atordoamento.


MERECE O TEU LIKE?


PARTILHA ESTE POST


Categoria/s: Curiosidades