ainanas.com - deixa-te viciar!
Menu
UMA VIDA MELHOR: A inspiradora história de Nuno Vitorino
UMA VIDA MELHOR: A inspiradora história de Nuno Vitorino

Um trabalho fantástico de coragem e superação pessoal, de quem não deixou que um enorme azar o impedisse de viver como quer. É mesmo uma obra motivacional que todos devem ver pelo menos uma vez na vida.

Enviado por: João Rito ( realizador )


Um trabalho fantástico de coragem e superação pessoal, de quem não deixou que um enorme azar o impedisse de viver como quer. É mesmo uma obra motivacional que todos devem ver pelo menos uma vez na vida.

Filme português sobre o atleta de surf adaptado Nuno Vitorino corre o país em digressão. “Uma Vida Melhor – Vitorino” é o nome do filme português da autoria do fotógrafo Ricardo Bravo e do realizador João Rito, que estreou no SAL – Surf At Lisbon Film Fest no mês de Novembro, e que quer dar a conhecer a inspiradora história de vida do surfista Nuno Vitorino.

Nuno Vitorino é o protagonista do filme onde vê retratada a história do acidente com arma de fogo que sofreu aos 18 anos e o deixou tetraplégico. A história de um homem que encontrou naquele que parecia ser o pior dia da sua vida, uma porta aberta para uma vida melhor. Tendo feito bodyboard desde os 12 anos, o incidente colocou Nuno numa cadeira de rodas e fê-lo ficar 10 anos sem surfar. No entanto, a capacidade de autossuperação foi mais forte e, atualmente, com 40 anos, Nuno é atleta paralímpico e representa a Seleção Portuguesa de Surf nos campeonatos de Surf Adaptado por todo o mundo.

“Uma Vida Melhor – Vitorino” é uma curta-metragem dramática, mas inspiradora onde Nuno conta na primeira pessoa como viu toda a sua vida desmoronar-se devido a uma brincadeira entre amigos, de como arranjou a força e a motivação necessárias para voltar a construir uma vida o mais normal possível e fazer aquilo que mais ama – surfar! “Nós não queremos saber se é difícil, apenas se é possível!”, é o lema de vida deste atleta que só quer surfar ondas grandes e motivar todos os que não acreditam, que afinal tudo é possível quando há força de vontade, família e amigos prontos a ajudar.

A realização do filme

O filme demorou cerca de cinco meses a ser produzido desde o primeiro contacto com o Nuno e foi idealizado em conjunto pelo Ricardo Bravo e pelo João Rito, que começaram a alinhavar as primeiras ideias deste projeto em janeiro de 2017 com um grande objetivo: estar no Surf At Lisbon Film Fest. Nesse mesmo festival, “Uma Vida Melhor – Vitorino” conquistou uma menção honrosa para melhor curta.

Apesar da carga emocional inerente à realização do filme, tanto Ricardo como João admitem que nos dias de filmagens o ambiente era sempre excelente, especialmente nos dias de surf em que a boa disposição foi uma constante. O Nuno é o primeiro a brincar com as suas limitações, transformando-as rapidamente em pontos positivos e motivo de riso.

Robot Aspirador Xiaomi

Apesar de ser um projeto totalmente pro bono, João e Ricardo contaram com o apoio de várias marcas, entidades e pessoas, que facilitaram e tornaram possíveis alcançar os objetivos propostos. A Canon cedeu o equipamento utilizado nas filmagens incluindo uma Canon C300 Mark II e o kit de objetivas de cinema (24mm, 50mm e 85mm), bem como uma Canon EOS 1DX Mark II e uma Canon 5D Mark IV para as filmagens na água, com recurso a uma caixa estanque da Wave Solutions. Nas filmagens aquáticas foram utilizadas as objetivas Canon EF 50mm 1.2 L e EF 70-200 f4 L. Tiveram também o apoio da Planar à produção e da Push e Wall Collective na pós-produção. Todos contribuíram de forma decisiva para o resultado final.

Os autores

João Rito, apesar de nascido em Lisboa, foi no Porto que descobriu a sua paixão por filmes e fotografia. Estudou cinema na Universidade Católica onde fundou sua empresa de produção. No início da sua carreira, viajou pelo mundo fazendo filmes sobre surf, e mais recentemente decidiu trabalhar como Realizador independente. O seu objetivo é filmar em todo o mundo continuando a contar histórias e ajudar as marcas a comunicar!

Ricardo Bravo é um fotógrafo freelancer, nascido em Lisboa, e cuja residência é normalmente nas praias mais próximas de onde estiver. Produz trabalho editorial e comercial para diversas marcas e publicações como Quiksilver, Meo, Redbull, Torq Surfboards, SurfCloud, Surfline, A-Frame, Surf Portugal, Surf Europe. Em 2017 ganhou o primeiro prémio da Canon Professional Network Editor’s Choice, na categoria de Retrato. Gosta de visitar cidades e conhecer praias acompanhado das suas câmaras.

“Apesar das dificuldades que fomos enfrentando nos dias de filmagem, tínhamos um objetivo bem definido, estarmos presentes no Surf At Lisbon Film Fest, e com toda a gente a trabalhar nesse sentido, conseguimos. Demorou algum tempo para que o Nuno se mostrasse disposto a falar abertamente sobre a sua vida (das luzes e das sombras) indo mais longe do que a sua mensagem de otimismo e coragem que transmite a todos os que têm a sorte de o conhecer. Enfrentar as câmaras e falar do que “já estava enterrado no passado” foi um processo duro para ele, mas fulcral para que o filme ganhasse uma densidade que de outra forma nunca alcançaríamos. Agora gostávamos de conseguir mostrar o filme por todo o país, e vamos também inscrevê-lo em diversos festivais de cinema pelo mundo fora.”

As filmagens foram realizadas em casa do Nuno Vitorino e no ginásio (Académica Fitness) e piscina (CNA) onde treina regularmente. As imagens de surf foram captadas na Costa de Caparica e Carcavelos.

Fonte: Canon


MERECE O TEU LIKE?


PARTILHA ESTE POST


Categoria/s: Curiosidades