ainanas.com - deixa-te viciar!
Menu
Rape Day, O Jogo Sobre Violações Que Quase Esteve Na Steam
Rape Day, O Jogo Sobre Violações Que Quase Esteve Na Steam

Estou mais curioso para saber quem é que quer jogar isto, do que quem é que o fez!

Estou mais curioso para saber quem é que quer jogar isto, do que quem é que o fez!

Quando pensas num videojogo que decorre no meio de um apocalipse de zombies, qual é a primeira coisa que te vem à cabeça? Sobrevivência? Juntar materiais e construir altas ferramentas e veículos para superar obstáculos e as adversidades atiradas contra ti?

Pois bem, pelos vistos alguém lembrou-se que o faltava mesmo era poderes, e vou usar a descrição utilizada pelo produtor do jogo, “controlar as escolhas de um sociopata durante um apocalipse zombie. Podes agredir verbalmente, matar pessoas, e violar mulheres ao escolheres progredir com a história”.

O mais interessante é que Rape Day, o jogo em questão, estava disponível na Steam (já foi removido) e iria ser lançado agora em abril. Entretanto e segundo a Valve num post, que te vou deixar aqui em baixo, depois de terem dito o ano passado que iriam abrir as portas a tudo o que não fosse ilegal ou troll, acharam que precisavam de explicar esta situação.

Depois de uma averiguação e discussão significativas, decidiram que Rape Day apresenta “custos e riscos desconhecidos e, portanto, não estará na Steam”.

Já tinha ouvido alguns sussurros sobre este videojogo, mas pensei que era uma espécie de piada da internet, afinal de contas era bem verdade. E se pesquisares um pouco sobre o jogo vais encontrar na Steam Community posts de discussão sobre o mesmo.

Ou até mesmo um site que aparenta ser o dos criadores de Rape Day e estes são dois lugares onde podes ler sobre como “O homicídio foi normalizado na ficção, enquanto a violação ainda não foi normalizada”.

Ou então “Se não é o teu tipo de jogo, então definitivamente não tens de o jogar, mas, tal como outros disseram, tentei criar um jogo que gostaria de jogar, e existem outras pessoas como eu. 4% Da população geral são sociopatas, e o tipo de pessoas que gostariam de uma história como esta nem sequer se limita aos sociopatas puros.”

Como é óbvio nem toda a gente partilha desta opinião e já havia uma petição online com cerca de 7.953 apoiantes para tentarem remover Rape Day do mercado.

Se o jogo vai desaparecer? Óbvio que não, até porque ele foi confirmado como terminado dia 5 de março. Resta apenas perguntar-te o que achas de toda esta situação? Achas que esta é uma daquelas situações de “se não gostas, não jogues”?

Afinal de contas estamos a falar de glorificar a violência contra pessoas e especificamente a violação de mulheres.

#NETODEMOURAÉCORNO


MERECE O TEU LIKE?


PARTILHA ESTE POST


Categoria/s: Jogos

TAGS:
#, #

Publicado por João Soares
Gosto de pão de forma com côdea, não discrimino.

Instagram: @basco_da_grama